Ter plantas em casa, tanto na área externa quanto na parte interna, traz inúmeros benefícios que vão muito além da estética. Elas purificam o ar, auxiliam na manutenção da temperatura, reduzem o estresse, aumentam a qualidade de vida e ainda ajudam na nossa concentração.

Existem várias maneiras de trazer o verde para o seu lar, e uma delas — que está fazendo a cabeça de muita gente por aí — é a utilização das plantas suspensas. Embora sejam mais usadas em ambientes internos, como em salas de estar ou nos próprios jardins de inverno, elas também podem embelezar sua varanda, quintal ou terraço. 

Ficou curioso para saber mais sobre essa tendência? Então continue a leitura e descubra como utilizar essas plantinhas na decoração da sua casa!

Plantas suspensas e aéreas: qual a diferença?

Plantas suspensas

Já as plantas suspensas precisam de terra para absorverem os nutrientes necessários para a sua sobrevivência. Normalmente, são plantadas em vasos suspensos por fios de barbante, lã, cordas de nylon etc. Existe também a opção de utilizar bolas de musgo em vez de vasos (técnica chamada Kokedama), ou então fixar as plantas na própria parede, sem o uso de fios de sustentação.

Plantas aéreas

Muita gente confunde as plantas suspensas com as aéreas, que são aquelas que não necessitam de terra para sobreviver e se desenvolver. As espécies aéreas utilizam suas folhagens para absorver do ar todos os nutrientes que precisam e suas raízes encontram-se fixadas em outras plantas. Na natureza, geralmente são encontradas em florestas com bastante vegetação e árvores de grande porte, onde há bastante competição por luz solar.

Quais as espécies mais utilizadas de plantas suspensas?

Como visto, há várias possibilidades de utilizar as plantas suspensas na decoração e, em teoria, todas as espécies podem ficar nas alturas. No entanto, existem aquelas que compõem um efeito visual mais bonito, como as que têm folhas e flores pendentes. Confira as mais indicadas:

  • Ivy: bastante utilizada em ambientes internos por se adaptar a diferentes temperaturas e luminosidades.

  • Trapoeraba roxa: pode ser colocada tanto fora quanto dentro de casa, mas deve ser regada com maior frequência.

  • Monstera oblíqua: geralmente, é cultivada à meia sombra. Propaga-se em todas as estações do ano.

  • Jiboia: proporciona o famoso efeito “cascata” e consegue filtrar mais as impurezas do ar.

Como utilizar plantas suspensas na decoração?

Há diversas formas criativas de utilizar essas plantas para decorar sua casa, seja plantando-as em vasos de cerâmica, de fios entrelaçados (macramê) e até mesmo em “saquinhos” com terra. Separamos algumas técnicas que vão fazer toda a diferença na sua decoração. Confira!

Macramê

É uma técnica de tecelagem manual que entrelaça os fios e os prendem com um nó. Antigamente, somente cortinas eram feitas dessa forma, mas, hoje, muita gente tem feito vasinhos para as plantas suspensas a partir desse método. Além de ser diferente e criativo, pendurar as plantas em vasos feitos de fios entrelaçados traz uma sensação de aconchego e combina com todos os ambientes da casa!

Bolsos e sacos de feltro

Outra forma de pendurar suas plantinhas sem a utilização de vasos são os bolsos de feltro. Eles podem ser pendurados com ganchos, hastes de madeiras ou suspensos por fios de nylon, e podem ser colocados em qualquer cantinho da casa. Na cozinha, por exemplo, pode ser utilizado para a criação de um pequeno jardim suspenso com o plantio de ervas e temperos.

Gaiolas decorativas para plantas

Elas são supertendência e trazem personalidade e descontração para o ambiente, podendo ser penduradas ou apoiadas em aparadores. Existem duas formas de utilizá-las: uma é fixar um pequeno vasinho dentro da gaiola e a outra é forrar o fundo com musgo e terra (mas é preciso tomar cuidado na hora de escolher a espécie que mais se adapte a esse espaço).

Como visto, existem diversas maneiras para embelezar sua casa com as plantas suspensas e, melhor ainda, sem pesar no bolso! Agora, é só escolher a técnica que mais combina com você e sua casa, e arrasar na decoração! 

Gostou do artigo? Então siga-nos nas nossas redes sociais — Facebook e Instagram — e fique por dentro de todas as novidades sobre paisagismo!

Escreva um comentário

Share This